Concelho de Gondomar Destaque

Mund’art regressa após três anos de interregno

O Rancho Regional de Fânzeres volta a organizar o Mund’art e este ano vão ter três países da América Latina, México, Bolívia, Chile, da Europa temos a Lituânia, Polónia e Macedónia do Norte, além do rancho organizador. O propósito deste evento é que a população conheça as tradições, a cultura e as raízes dos outros países. 

“No dia 28, na gala de abertura vamos ouvir vários hinos e ter várias danças de apresentação, com a duração de cerca de 10 minutos, de cada país. Desde 2012 este é o 36º Festival Internacional de Folclore inserido no Mund´art”, explica o presidente do Rancho Regional de Fânzeres, Alfredo Machado. 

A 31 de Julho terá lugar uma tocata do grupo Mariachi. No dia seguinte será a atuação do grupo de cavaquinhos e cordas do movimento sénior e grupo de cantares José Martins. A 2 de Agosto vai ser uma noite dedicada à Bolívia, Lituânia, México e Portugal. No dia 3 os espetáculos são dedicados, novamente a Portugal, Macedónia do Norte, Polónia e Chile. “Dividimos em 2 dias estas demonstrações para que os grupos tivessem mais tempo para apresentar as suas atuações”, explica o presidente e acrescenta que “a 4 de Agosto haverá a atuação do duo 100 vícios e a 5 de Agosto vamos ter uma Noite de Folclore Nacional”. 

No futuro, o Rancho Regional de Fânzeres pretende “melhorar as condições da Mund’art. E, também, promover a visita a lares de idosos e crianças, já que eles não conseguem deslocar-se para assistir a estes espetáculos, nós vamos até eles. Além disto queremos ter uma ligação com meia dúzia de restaurantes e haver um dia que os ranchos possam vir cozinhar e demonstrar a sua gastronomia”. 

Este ano o Mund’art está inserido nas Festas S.tiago e os grupos vão participar na procissão e na missa em pelo menos cinco cânticos que irão ser cantados em cinco línguas diferentes. 

A escolha dos grupos resulta de uma análise feita pela organização e com uma opinião do CIOFF (Conselho Internacional de Festivais Folclóricos e Artes Tradicionais). “Nós vamos candidatar-nos no próximo ano a CIOFF, que é a instituição responsável pelo regulamento para termos connosco os grupos internacionais e, também, para os demais respeitarem a nossa cultura e nossos costumes”. 

O Festival regressa após três anos de interregno devido à pandemia. Este ano, por motivos alheios à organização os Grupos Folclóricos da Roménia e do Brasil não vão puder marcar presença.

O Rancho Regional de Fânzeres, foi fundado em 1979 e desde 1985 realiza um festival internacional. Com o amadurecer do projeto, em 2012, começaram com o Mund´art, com o incentivo do Grupo Folclórico Barcelinhos. O Mund´art tem crescido nesse segmento de ideais e esforços.  

Últimas Notícias

As marcas do 25 de Abril e a importância dos 50 anos do fim da ditadura e da conquista da liberdade

22/04/2024

Rancho Regional de Fânzeres celebra 45 anos

22/04/2024

Entrevista a Pinto da Costa

19/04/2024

Entrevista a Nuno Lobo

19/04/2024

Entrevista a André Villas-Boas

19/04/2024

39ª EDIÇÃO DO FETAV COMEÇA A 6 DE ABRIL

2/04/2024

Universidade Sénior de Gondomar já é maior de idade

27/03/2024

CMOS COMEMORA PRIMEIRO ANO E BATE RECORDE NO TEMPO DE DESPACHO DE MEIOS

26/03/2024