Ricardo Couto

Em prol dos nossos jovens e do progressismo

Decorreu no passado dia 27 de abril, nova Sessão Ordinária da Assembleia Municipal de Gondomar.

O PAN submeteu a aprovação uma moção recomendando ao governo e à Assembleia da República, que sejam iniciadas políticas de Captura, Esterilização e Devolução (CED) em canídeos.

A mesma foi aprovada sendo uma excelente vitória para a causa animal, e que esperamos venha num futuro próximo tornar-se uma grande vitória para o país e para os nossos animais!

Como todos sabemos, o número de animais abandonados em Gondomar e no país tem aumentado, agravando-se ainda mais com a atual situação socioeconómica.

Sabemos igualmente que o protocolo CED em felídeos tem permitido, gradualmente, o controle da população de várias colónias no concelho, evitando assim mais nascimentos e circunscrevendo o número de animais por via da esterilização. À luz deste conhecimento, é igualmente possível a aplicação do protocolo CED em cães, sendo o mesmo necessário para evitar a formação de matilhas assim como outros problemas associados.  

O nosso concelho junta-se assim a vários outros municípios do nosso país que pedem que a aplicabilidade de protocolos CED em canídeos seja discutida em sede da Assembleia de Republica.

Esperemos que os deputados na Assembleia da República tenham a mesma coragem, ética e responsabilidade, reveladas pelos deputados da Assembleia de Gondomar que aprovaram a mesma.

Igualmente por proposta do PAN Gondomar, foi aprovada na última Sessão uma recomendação que insta a que seja criada no concelho mais habitação acessível para os jovens, nomeadamente através do movimento cooperativo de

habitação económica.

As cooperativas de habitação, nos seus vários modelos de constituição, podem neste momento ser uma das principais esperanças para os nossos jovens arranjarem habitação digna, particularmente num tempo em que os preços das casas se revelam proibitivos e há uma escalada das taxas de juro de referência.

A nossa recomendação apela a que o município se aproxime do movimento cooperativo de habitação económica e inicie o processo de sinalização e mapeamento de soluções com potencial para a implementação de habitação acessível cooperativa para jovens.

Igualmente recomendamos que sejam desenvolvidas campanhas de sensibilização/ informação sobre cooperativismo junto dos jovens e que se apela à participação dos mesmos no desenvolvimento dos critérios de análise, design e implementação de um projeto municipal de habitação cooperativa.

Ainda na última Sessão Ordinária da Assembleia Municipal, voltamos a opor-nos ao projeto do executivo de ligação entre a Rua Novais da Cunha e a Avenida da Conduta.

Seria preciso que esta via fizesse uma enorme diferença na vida dos gondomarenses para votarmos favoravelmente neste ponto, dado que a mesma irá implicar a construção em Áreas de Reserva Ecológica e Agrícola Nacional, assim como atravessar um dos recursos hídricos do concelho, e neste caso a pertinência da construção não nos parece relevante.

Além destes fatores, esta obra irá obrigar o executivo a um considerável esforço financeiro.

Assim sendo o PAN votou novamente contra neste ponto.

Últimas Notícias

As marcas do 25 de Abril e a importância dos 50 anos do fim da ditadura e da conquista da liberdade

22/04/2024

Rancho Regional de Fânzeres celebra 45 anos

22/04/2024

Entrevista a Pinto da Costa

19/04/2024

Entrevista a Nuno Lobo

19/04/2024

Entrevista a André Villas-Boas

19/04/2024

39ª EDIÇÃO DO FETAV COMEÇA A 6 DE ABRIL

2/04/2024

Universidade Sénior de Gondomar já é maior de idade

27/03/2024

CMOS COMEMORA PRIMEIRO ANO E BATE RECORDE NO TEMPO DE DESPACHO DE MEIOS

26/03/2024