Maribel Fernandes Vozes da Assembleia Municipal

E o Metro em Gondomar!? … Nem vê-lo…

Nos termos do Estatuto da Oposição, uma das sugestões/contributos do PPD/PSD para as Grandes Opções Plano 2023, seria na prossecução do objetivo da descarbonização de Gondomar, concluir a linha do Metro da estação de Cabanas, Fânzeres, até ao centro de Gondomar - S. Cosme, sabendo que este investimento significaria menos de metade do que outras opções divulgadas e de concretização mais rápida.
Nesta matéria, o PSD reiterou e de uma forma coerente, intervenções passadas recordando que este encargo poderia ter sido evitado, já que em 31 de julho de 2003, o Conselho de Ministros através da Resolução nº 38 aprovou a realização da linha do Metro Antas - Gondomar, em via dupla, com valor aproximado de 194 Milhões de Euros, incumbindo a Metro do Porto, S.A., de apresentar o modelo de financiamento, bem como o respetivo enquadramento jurídico e lançamento do empreendimento.
Este projeto englobava a criação de uma Avenida incluindo todas as infraestruturas inerentes, que faria a ligação entre a Avenida Dr. Mário Soares e a Rua Novais da Cunha e ainda a construção de equipamentos de lazer e desportivos na parte inferior do viaduto de Ramalde, entretanto empreendidos pela Câmara Municipal de Gondomar.
Posteriormente àquela aprovação e por oposição irresponsável dos, à data, presidentes de junta das freguesias de Rio Tinto (agora o presidente da câmara) e de Baguim do Monte, verificou-se o abandono do projeto, levando a que a linha do Metro terminasse em Fânzeres e não na feira de Gondomar (S. Cosme), conforme previa a Resolução do Conselho de Ministros, repita-se, aprovada há cerca de 20 anos.
Agora, passados praticamente 11 anos após a inauguração do Metro para Gondomar, surge em reunião de Câmara, a proposta de aquisição de parcelas de terreno para a realização da ligação entre a Av. Mário Soares e a Rua Novais da Cunha, uma ligação rodoviária que já poderia existir desde 2011 e cujo investimento, incluindo as expropriações, seria assumido pela Administração Central. Um custo que, agora, muito por responsabilidade do PS, acarreta encargos extraordinários aos Gondomarenses.
Face a esta irresponsabilidade por parte dos autarcas de então do PS e que se reflete atualmente, os Gondomarenses continuam sem metro até ao centro de Gondomar - S. Cosme, assistindo a mais um momento de mediatismo circense do Presidente da Câmara, que durante a visita do Ministro do Ambiente e da Ação climática ao Porto na apresentação do novo veiculo da frota do metro do porto, manifesta na estação de metro da Trindade,…"Viemos conhecer os novos veículos da Metro do Porto! Em breve teremos novidades para Gondomar!".
A notícia que todos os Gondomarenses esperam, é o lançamento do concurso para expansão da linha de metro até ao Centro de Gondomar e não promessas soltas, de um parco vendedor de sonhos, que de forma leviana e irresponsável vai lesando o erário publico em aquisições desnecessárias.

Últimas Notícias

Entrevista a Pinto da Costa

19/04/2024

Entrevista a Nuno Lobo

19/04/2024

Entrevista a André Villas-Boas

19/04/2024

39ª EDIÇÃO DO FETAV COMEÇA A 6 DE ABRIL

2/04/2024

Universidade Sénior de Gondomar já é maior de idade

27/03/2024

CMOS COMEMORA PRIMEIRO ANO E BATE RECORDE NO TEMPO DE DESPACHO DE MEIOS

26/03/2024

EUROBOL TRAZ A GONDOMAR VÁRIAS EQUIPAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

26/03/2024

Walking Football um desporto que combate o isolamento

26/03/2024