Concelho de Gondomar Destaque Foz do Sousa e Covelo

Clube Recreativo de Zebreiros comemora 50 anos de existência 

O Clube Recreativo de Zebreiros celebrou meio século de existência. Apesar de já não estar em funcionamento no que toca ao futebol tem uma equipa a treinar basebol nas suas instalações. O VivaCidade esteve à conversa com Ana Sofia Amorim, presidente da direção do clube, para perceber a importância desta comemoração.


Sendo que o clube de futebol já não está no ativo, o que pretendem fazer a curto, médio e longo prazo?

Nós já não temos futebol desde 2008, as únicas atividades que mantemos são as da sede do clube. Neste momento também temos uma equipa de basebol a treinar no nosso campo. Quem quiser pode inscrever-se e assistir também aos treinos, que são abertos a toda a comunidade.

A prática do basebol está intrinsecamente ligada ao clube ou apenas usam as instalações do mesmo?

Não, estão a utilizar o campo das nossas instalações, nós aceitamos porque  é uma forma de manter o campo aberto e é uma forma de o manter a nível de manutenção,  para não estar ao abandono. Temos uns bons balneários, bar e, também, umas instalações muito boas. 

Pretendem voltar a ter modalidades desportivas no ativo?

O nosso objetivo é ter novamente futebol, no entanto, todos os clubes à volta da freguesiatêm relvado sintético, o que acabou por levar os miúdos optarem pelos outros clubes. A dificuldade que enfrentamos é que só são 5 elementos da direção e não temos nenhum tipo de atividade nem de lucro. Os mais novos que têm clubes mais perto com melhores relvados e preferem jogar lá. 

Estão a pensar em investir no campo para que de facto a longo do prazo seja possível ter equipas no ativo, nomeadamente no futebol?

Em conversa com as entidades, só seria viável investir no campo se tivéssemos equipa. 

Mas o Município dispõe-se a ajudar caso tenham alguma equipa formada?

Sim. Caso tenhamos alguma equipa formada eles dispõem-se a ajudar, mas,entretanto, neste momento, eles não o irão fazer porque não temos                ninguém.

Pretendem então voltar a fazer “campanha” para que haja alunos a inscreverem-se no clube?

Para já ainda é uma visão muito futura, agora o nosso objetivo e o que

queremos fazer, aliás o que é possível fazer, neste momento, é apenas ter equipas de formação dos clubes, usarem as instalações e terem formação no nosso clube. E queremos partir desse ponto tentar formar novamente a equipa. 

De forma geral, estes 50 anos como é que os vê tendo em conta que, neste          momento, já não têm nenhuma equipa ativa desde 2008. Acha que o facto              de o clube ter 50 anos pode pesar também na escolha de novos atletas?

Obviamente, são 50 anos de muitas histórias e muitas conquistas, mas também são 50 anos de muitas dificuldades e muitos obstáculos, temos conseguido “manter o clube empé”, temos conseguido manter         a sede em funcionamento e vamos conseguindo manter o campo com alguém lá a utilizar as instalações, mas com muito esforço. O que nos preocupa é que não há tanta gente nova em Zebreiros para dar continuidade ao que é feito porque as pessoas saem para trabalhar fora e ausentam-se das atividades do clube. Foram 50 anos de altos e baixos. Quando tínhamos futebol o clube estava sempre em festa, mas a partir do momento em que deixamos de ter atividades futebolísticas o clube acabou por perder o entusiasmo que tinha anteriormente. 

Nas comemorações dos 50 anos sentiu que os sócios e as pessoas presentes ansiavam pelo regresso do clube ao ativo?

As pessoas estavam recetivas e muitas delas até se emocionaram porque são pessoasque já vivem em Zebreiros há bastantes anos, que nasceram ali. E muitos dos sócios jásão sócios há 50 anos. São pessoas que contribuíram muito para o clube e querem continuar a contribuir e nós só queremos agradecer-lhes, porque apesar de tudo ainda vivem o clube como nós vivemos. 

Relativamente a festividade dos 50 anos, o que realça?

O convívio entre todos os que estiveram presentes, os sócios e os simpatizantes do Clube Recreativo. Vieram muitas pessoas que já não vinham a Zebreiros há algum tempo. Temos de realçar também a presença do senhor vereador da Câmara Municipal de Gondomar, com o pelouro do desporto, o Presidente da Junta de Freguesia de Foz de Sousa e Covelo, o vice-presidente da Associação da Federação de Futebol do Porto, o representante do Clube de Motards, e o representante do Centro Social de Foz de Sousa. 

No decorrer da celebração tive oportunidade de conversar com o senhor vereador daCâmara Municipal de Gondomar devido às obras que precisamos no telhado da sede e prontificou-se a ajudar. Para nós é essencial que consigamos zelar pelo património que temos e arranjar o telhado e pintar a sede é uma coisa urgente que necessitamos. 

Para terminar gostaria de fazer algum agradecimento especial?

Nós queremos agradecer no geral, às entidades presentes que estiveram no nosso evento, mas agradecer especialmente aos Zebreirenses e a todos os sócios que continuam a investir no Zebreiros. Aos Zebreirenses porque por trás de todo este trabalho de direção nós temos muitos que nos ajudam.

Últimas Notícias

As marcas do 25 de Abril e a importância dos 50 anos do fim da ditadura e da conquista da liberdade

22/04/2024

Rancho Regional de Fânzeres celebra 45 anos

22/04/2024

Entrevista a Pinto da Costa

19/04/2024

Entrevista a Nuno Lobo

19/04/2024

Entrevista a André Villas-Boas

19/04/2024

39ª EDIÇÃO DO FETAV COMEÇA A 6 DE ABRIL

2/04/2024

Universidade Sénior de Gondomar já é maior de idade

27/03/2024

CMOS COMEMORA PRIMEIRO ANO E BATE RECORDE NO TEMPO DE DESPACHO DE MEIOS

26/03/2024