Opinião Sara Santos Vozes da Assembleia Municipal

A manhã de dia 27

No momento em que este texto for publicado, o momento do exercício da democracia terá já passado, e o povo terá eleito o novo conjunto de forças políticas para todo o concelho. Mais importante do que refletir sobre o resultado é pensar nas políticas que se devem adotar nos próximos quatro anos. É urgente que o novo executivo resolva o problema das águas. A tarifa social automática da água deve ser aprovada para que as famílias com mais dificuldades possam pagar menos por um serviço que é essencial.
É urgente resolver o problema dos transportes em Gondomar. São poucos e em alguns casos inexistente. A deslocação desde as áreas do alto do concelho é essencial para que as populações sobrevivam e não se isolem cada vez mais. É urgente resolver o problema ambiental. O estado das nossas ETARs e dos nossos rios merece um cuidado particular, tantas vezes relegado para segundo plano.
É urgente resolver o problema da habitação pública. A criação de mais habitação acessível e travar os despejos no concelho deve ser uma preocupação ativa das forças políticas recentemente eleitas. São urgentes estes e mais problemas. Não devem e não podem ser palavras ocas e vazias em tempo de eleições. Ouvir as pessoas e cuidar dos seus problemas, é um compromisso que os executivos devem zelar. Há que mudar a política local pela sua génese e não fazer mais do mesmo.

Últimas Notícias

Entrevista a Pinto da Costa

19/04/2024

Entrevista a Nuno Lobo

19/04/2024

Entrevista a André Villas-Boas

19/04/2024

39ª EDIÇÃO DO FETAV COMEÇA A 6 DE ABRIL

2/04/2024

Universidade Sénior de Gondomar já é maior de idade

27/03/2024

CMOS COMEMORA PRIMEIRO ANO E BATE RECORDE NO TEMPO DE DESPACHO DE MEIOS

26/03/2024

EUROBOL TRAZ A GONDOMAR VÁRIAS EQUIPAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

26/03/2024

Walking Football um desporto que combate o isolamento

26/03/2024